Abrigo Açú

PARNASO inaugura o novo Abrigo de Montanha dos Castelos do Açu

Fechando as comemorações dos 71 anos de criação do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, completado no último dia 30/11, no dia 04 de dezembro entrará em operação o Abrigo de Montanha dos castelos do Açu é um marco na tradicional Travessia Petrópolis-Teresópolis, considerada por muitos a trilha mais bonita do Brasil.

O novo abrigo de montanha tem capacidade para 30 visitantes e segue projeto semelhante ao Abrigo da Pedra do Sino, inaugurado em 2001.

O abrigo foi construído com madeira certificada e conta com energia solar e tratamento biológico de efluentes. Entre os confortos para o visitante estão a cozinha, banho quente e camas beliche. Na área de acampamento próxima está sendo concluído um banheiro seco. A dificuldade de acesso à área, a 2.150 metros de altitude e 9 quilômetros de caminhada, fez com que o abrigo fosse construído em Teresópolis, desmontado e transportado de helicóptero para ser remontado no local.

Os Castelos do Açu, um dos pontos mais altos do município de Petrópolis, foram alcançados pela primeira vez em 1924 em uma expedição do Centro Excursionista Brasileiro (CEB). A primeira Travessia Petrópolis-Teresópolis foi realizada em 1932, também por membros do CEB, antes mesmo da criação do PARNASO. Naquela época foram construídos pequenos abrigos de pedras empilhadas, ainda hoje utilizados em emergências.

O Abrigo do Açu será operado pela empresa Hope, que ganhou a licitação de concessão do serviço, o que garantirá a presença permanente de pessoal para atendimento, orientação e controle da visitação, aumentando a segurança e melhorando o sistema de busca e resgate na área da Travessia. A maior presença e a nova estrutura deverão reduzir os impactos da visitação no local, principalmente lixo e dejetos humanos.

O chefe do PARNASO, Ernesto Viveiros de Castro, destaca a importância do novo abrigo, “Além do maior controle da montanha, a nova estrutura permitirá que o visitante faça a Travessia Petrópolis-Teresópolis mais leve, sem carregar barracas, fogareiros e panelas. A proposta é que as pessoas possam passar mais dias nas montanhas, conhecendo outros roteiros e paisagens incríveis da Serra dos Órgãos”.

Deixe um comentário