Arquivo da tag: sherpa

Terremoto provoca avalanche e mata sherpa no Ama Dablam

O desprendimento de um serac no Ama Dablam desencadeou o deslizamento que  apanhou Thundu Sherpa junto com seu cliente britânico. O montanhista nepalês faleceu devido aos ferimentos.

Tristes noticias chegaram do Nepal, de novo provocadas por um terremoto com consequências fatais na região do Himalaya. Uma avalanche desencadeada por um tremor acabou com a vida de Thundu Sherpa , ferindo seu cliente britânico Ciaran Hill.

O sismo teve uma moderada magnitude de 5.6 na escala Richter e seu epicentro foi localizado na zona limítrofe entre os distritos de Ramechhap e Solukhumbu, a nordeste de Katmandú. Os sismólogos apontaram 5:20 de 28 de novembro como o momento preciso do terremoto, que tem sido considerado uma réplica do tremor de  2015, localizado no distrito de Gorkha, a noroeste da capital do Nepal. Vale la pena ressaltar que desde aquele momento foram registrados quase 500 tremores de magnitude 4 ou mais intensos. Continue lendo Terremoto provoca avalanche e mata sherpa no Ama Dablam

Glaciar dos Polacos

Pisar nas encostas daquela montanha novamente me fazia automaticamente lembrar das circunstâncias da primeira experiência há quatro anos. Eu não podia deixar de sempre comparar o que eu estava vivendo agora. No final, cheguei à conclusão de que fora quase outra montanha.

De 2006 pra cá, subi algumas montanhas nevadas. Algumas com companhia. E uma delas foi o Tronador, na Argentina. Tive sorte de encontrar com Arthur Estevez na cidade de Bariloche querendo subir a mesma montanha e sem parceiro. No final conseguimos fazer cume e desde então combinávamos uma próxima escalada.

Recebi alguns convites de amigos para voltar ao Aconcagua, mas já que era pra sofrer aquilo tudo novamente, eu gostaria de fazer algo bem diferente da rota normal, que eu já conhecia. Sentir a ansiedade que antecederia o que seria pra mim um novo desafio. Eu queria tentar o Glaciar dos Polacos, pela rota direta. A face que abriga este glaciar tem um nível de dificuldade intermediário naquela montanha e a rota direta adicionaria mais aventura.

O Glaciar dos Polacos fica na face nordeste da montanha ligeiramente oposta à rota normal. Esta última, na face noroeste, costuma ter bem menos neve pois recebe a maior parte dos ventos que a carregam para ser depositada na face sul e nos glaciares do leste.

Em 2010, quando eu começava a planejar alguma montanha na Bolívia, Arthur me perguntou se eu não queria voltar ao Aconcagua.

– Só se for pela Polacos Direta. Respondi. Continue lendo Glaciar dos Polacos

A morte do alpinista espanhol no Anapurna

Em 27 de maio, o topo do Annapurna  viveu um dia histórico, com um assalto ao cume conjunto de mais de vinte alpinistas. Entre eles estava a Coreana Oh Eun-Sun, que ao chegar ao cume se tornou a primeira mulher com os catorze oito mil (na pendência de exame pelo seu pico no Kangchenjunga). Ela foi acompanhada por pelo menos dois alpinistas coreanos e sete Sherpas. Entre as 2:00 e as 03:00 horas, todos quiseram deixar o C4, com duas dificuldades adicionais, que tinham prejudicado eles entre o C3 e o C4, de acordo com Colibasanu: o progresso lento, devido à queda de neve recente, e a fila que se formou por causa do acúmulo de pessoas nas cordas fixas. Além disso, as previsões meteorológicas previam ventos de até 50 km / h no topo.

Continue lendo A morte do alpinista espanhol no Anapurna

Polêmica na primeira conquista feminina dos 14 8.000

Miss Oh

Miss Oh acaba de se tornar a primeira mulher a entrar na seleta lista de alpinistas que escalaram os catorze picos com mais de 8.000 metros da Terra. Os catorze oito mil da coreana Oh Eun-Sun, no entanto, continuam a ser questionados, por causa da controvérsia que rodeou a sua ascensão ao Kangchenjunga nesta primavera.

Continue lendo Polêmica na primeira conquista feminina dos 14 8.000