Avalanche mata 4 no sul da Rússia

Incidente ocorreu na região da Cabárdia-Balcária. Turistas escalavam montanha na hora do acidente.

Incidente ocorreu na região da Cabárdia-Balcária. Turistas escalavam montanha na hora do acidente.

O Ministério de Situações de Emergência da Rússia confirmou neste sábado a morte de cinco alpinistas que foram soterrados nesta sexta-feira por um desizamento nas montanhas da região de Kabardino-Balkária, no Cáucaso Norte, segundo o porta-voz Kantemir Davidov, citado pelas agências locais.

Os meios de imprensa informaram ontem que um grupo de nove montanhistas – oito principiantes acompanhados de um instrutor experiente – foi surpreendido por volta de meio-dia por uma avalanche de neve pouco antes de chegar ao cume do Gedan-Tau, de 3.700 metros.

Quatro dos alpinistas conseguiram se salvar e deram o alarme no acampamento de Bezengui.

O corpo do instrutor foi encontrado imediatamente, enquanto os outros quatro mortos não puderam ser resgatados até esta tarde.

A avalanche, cujo volume chegou a cerca de 40 mil metros cúbicos, soterrou os escaladores em uma das rotas mais fáceis para se chegar ao cume do Gedan-Tau.

Embora tenham sido alertados sobre o elevado perigo de avalanches, o instrutor "tomou a decisão de assumir o risco", disse o porta-voz.

Mais de 70 soldados de salvamento de Kabardino-Balkária e outras duas regiões russas, Karatchai-Tcherquéssia e Ossétia do Norte, participaram dos trabalhos de resgate, nas quais se contou com o apoio de dois helicópteros do Ministério de Situações de Emergência. 

Davydov disse que quatro pessoas morreram e cinco ficaram feridas pela avalanche, que aconteceu às 12h (no horário de Brasília), a 3.700 metros de altura.

Avalanches de inverno são comuns na região da Cabárdia-Balcária que, apesar de sua proximidade com as regiões turbulentas da Chechênia e da Ingushétia, é uma área de muitos resorts de esqui.

Deixe um comentário