Desplacamento de rochas em Pancas é registrado em vídeo

Novos deslizamentos aconteceram no final de semana. Estudo indica que desgaste da pedra foi natural

As pedras que rolaram no desplacamento de um rocha em um sítio em Bela Aurora, distrito no interior de Pancas, na sexta-feira (16), deslizaram por motivos naturais e ainda oferecem riscos para os moradores da região, segundo a Defesa Civil do município.

O órgão pede para que morador
13010675_1299268396754688_5318467993139844433_n[1]
es e curiosos evitem passar próximo ao local das rochas, mesmo na estrada.
“O que aconteceu foi um intemperismo. A mudança de clima, de repente está calor demais, frio demais. Quando esquenta a pedra dilata, quando esfria ela comprime. O que vai formando por debaixo dela uma camada de pedra, placas de rocha. A água infiltra quando chove e causa o desplacamento. Com o tempo a rocha não suporte e acaba descendo”, disse o coordenador da Defesa Civil de Pancas.

O deslizamento12987098_1299268466754681_6242037118709621096_n[1]

A lavradora Maria Aparecida é proprietária do terreno onde fica a pedra, conhecida como ‘Pedra do Terreirão’. De acordo com ela, a pedra de 170 metros teve outros deslizamentos. “No sábado e ontem (domingo) pela manhã, umas 10h30, rolou outra. Saiu o casqueiro de pedras mais fino onde começou o deslizamento”.
O deslizamento afetou duas propriedades próximas a rocha. Um pasto foi parcialmente soterrado pela terra e pedras que rolaram.
Um pouco antes do primeiro desplacamento das rochas acontecer, o lavrador Sebastião Augusto Damasceno estava próximo ao local.
“Em torno das 14 horas começou um barulho, parecia pedra rolando e rolando. Eu não via nada, fiquei até assustado, pensei que estava pirando da cabeça. Os bois começaram a a correr, eu vi que tinha alguma coisa de errado. Eu desci e começaram os barulhos mais altos, estrondo. Foi ai que a pedra começou a cair”, contou o lavrador.

Deixe um comentário