Prefeito, governador e ministro vão administrar juntos Parque da Tijuca

O governo do estado, a prefeitura e o Governo Federal vão administrar o parque. Entre os benefícios, está a ocupação social das comunidade

O governo do estado, a prefeitura e o Governo Federal vão administrar o parque. Entre os benefícios, está a ocupação social das comunidades Cerro Corá e o Morro dos Guararapes. 

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, o governador do estado, Sérgio Cabral, e o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, se encontraram aos pés do Cristo Redentor para assinar um convênio de administração conjunta do Parque Nacional da Tijuca.

A partir desta segunda-feira (11), entidades como a Guarda Municipal, a Comlurb, os bombeiros, o Batalhão Florestal e o Ibama vão estar unidos para proteger este tesouro ambiental de quatro mil hectares.

“Nós estamos recuperando o Hotel Paineiras, recuperando toda a área no entorno de Santa Teresa e Cosme Velho, inclusive o antigo restaurante silvestre que estava favelizado”, apontou o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc.

O convênio possibilitar a criação de um corredor verde na cidade.

“O projeto integra os dois parque e faz do Rio disparada a maior floresta urbana do mundo, juntando Floresta da Tijuca e o Maciço da Pedra Branca”, afirmou o prefeito do Rio, Eduardo Paes.

O acordo também prevê a ocupação social das duas comunidades no entorno do parque: o Cerro Corá e a Guararapes.

“Eu posso garantir à população que todas as comunidades chegarão a ter o nível de tranquilidade e qualidade de presença do estado. Nós estamos em algumas comunidades do Rio de Janeiro”, declarou o governador do Estado, Sérgio Cabral.

Deixe um comentário