Produções brasileiras de aventura e turismo têm espaço garantido no FATU

De 16 a 21 de setembro acontece na cidade de Socorro (SP) a quarta edição do Festival Brasileiro de Filmes de Aventura e Turismo (FATU). O grande desafio do festival, de acordo com os organizadores, Vera e Yuri Sanada, é mostrar o lado bom que o país apresenta.

Durante a Adventure Sports Fair, o casal, que viveu 13 anos à bordo de um veleiro, contou que o cinema brasileiro de hoje em dia retrata muito a realidade má do país, com as grandes produções que passam nos cinemas. O objetivo do festival é fomentar as produções nacionais que mostrem um Brasil que os estrangeiros e os próprios brasileiros possam ter interesse em conhecer. 

A idéia de realizar o festival partiu do conhecimento do casal Sanada nas produções e no pouco espaço que existe para esse tipo de filmes. “Nós gostamos de fazer filme e fotografar. Buscamos várias emissoras para nos apoiar, mas no Brasil a idéia de exibir esse tipo de material de natureza e esportes de aventura é muito imatura. Então resolvemos criar o FATU por nossa conta, pois achávamos que teriam outros cineastas e produtores na mesma situação, sem espaço”, contou Yuri.

Em 2004 e 2005, o festival de filmes aconteceu durante a Adventure Fair. Um dos destaques do FATU foi Havita Rigamonti, de Alto Paraíso (GO) e que já recebeu dois prêmios brasileiros e um japonês por suas produções. 

Edição de 2008 – Dezessete filmes foram selecionados para serem exibidos durante o festival em Socorro. Este ano, cinco escolas produziram filmes sobre turismo e aventura na região paulista. Os vídeos serão premiados em sete categorias, incluindo júri popular. 

As intenções do casal Sanada vão além de exibições de filmes anuais. “Queremos crescer em Socorro e tornar um festival itinerante, passando por várias cidades brasileiras para divulgar o trabalho de muitos aventureiros. E convites não faltam; quem sabe daqui alguns anos nos tornamos um festival como Gramado? Sonhamos alto!”, finalizou Vera.

Deixe um comentário