Quasar Lontra é cortada do ARWC 2007 e segue por percurso menor

Um desentendimento na área de corte custou a desclassificação da equipe brasileira Mitsubishi Quasar Lontra, do Mundial de Corridas de Aventura (ARWC 2007). Eles continuam na prova, mas ficaram no pri Um desentendimento na área de corte custou a desclassificação da equipe brasileira Mitsubishi Quasar Lontra, do Mundial de Corridas de Aventura (ARWC 2007). Eles continuam na prova, mas ficaram no primeiro corte, e agora fazem um percurso menor. No PC4, área do primeiro corte, a Quasar Lontra argumentou durante 45 minutos com os fiscais que deveriam continuar no percurso. Isso porque, todas as equipes que ali chegaram, foram dormir pelo tempo de penalização. Os brasileiros encontraram uma garagem de trator a poucos metros do local da transição e decidiram ficar por lá. Sem motivo aparente, os fiscais acordaram todas as equipes dizendo para seguirem, que a penalização de sono seria paga mais tarde. Como os brasileiros estavam um pouco distantes, os ficais acabaram se esquecendo deles. “Ao final a equipe (Quasar Lontra), descontente, aceitou que deveria seguir pelo percurso mais curto e partiu”, informa o site oficial. Até o início da tarde desta segunda-feira (28), os brasileiros ocupam a quarta posição entre as equipes que seguem pelo caminho mais curto (Short Course Teams). A liderança do geral é da Wilsa Helly Hansen. Antes da largada – Na sexta-feira (25), antevéspera da largada, Rafael Campos, capitão da Quasar Lontra, conversou com exclusividade com o Webventure. Acompanhe: “Hoje o dia foi de entrega dos mapas e briefing com o organizador da prova. Amanhã acontecerá o prólogo: 800 metros de natação e 26 quilômetros de trekking. Após, as equipes acampam. No domingo será a largada oficial, às 8h (horário local). A prova começa com 65 quilômetros de canoagem e 45 de trekking, se estendendo até completarmos os 500 quilômetros. A previsão é que a primeira equipe termine até quinta-feira (31). Uma coisa ruim é que a previsão do tempo indica uma frente fria onde poderá até nevar.”

Deixe um comentário