DSC05154

Reaproveitando o hidrocamel furado

 O hidro camel pode ser um equipamento bem prático, poupando tempo na hora de se hidratar. Em algumas situações como na pedalada ou escalada pode ser mais difícil beber água sem ele.

Mas quando ele começa a furar ou vazar é que vem a aporrinhação. Descobrir que você está com uma sede danada, o hidro camel vazio e todas as coisas na sua mochila estão molhadas é extremamente irritante.

A primeira opção seria remendar o furo, caso sejam poucos e em fácil localização. Nesse caso a cola utilizada é a cola para vinil. Esta cola é utilizada para reparos em piscinas de plástico e infláveis.

O vinil é quele tipo de plástico que encapávamos o caderno no Jardim da Infância.

Basta arrumar um pedaço de vinil um pouco mais grosso e seguir as instruções da cola. Para garantir um bom serviço, é bom lixar as partes que receberão a cola com uma lixa fina, aplicar o produto e esperar secar o tempo indicado nas instruções antes de unir as duas partes. Atenção pois em lugares de clima muito quente, este tempo é menos de um minuto, ou a cola secará totalmente.

PET Camel

A outra opção é substituir completamente o reservatório de água por uma garrafa de plástico PET. Isto traz algumas vantagens como maior durabilidade, possibilidade de encontrar o material em qualquer país que você estiver e a reciclagem ainda é ecologicamente correta.
No final de uma viagem pode-se simplesmente jogar a garrafa fora para poupar espaço na bagagem. A adaptação é feita somente na tampinha e é muito simples e rápida. Pode-se utilizar outros líquidos, sucos, etc. Caso a garrafa comece a dar gosto na água basta trocá-la.

A desvantagem é que o formato da garrafa é mais desajeitado que o do hidrocamel e ao ir acabando, é necessário assoprar ar para dentro da garrafa para ficar mais fácil a saída do líquido. Mas nada que o preço de um hidrocamel novo que irá furar outra vez e molhando toda a sua mochila naquele frio não justifique o trabalho.

Para furar a tampa aí vão algumas dicas:

1 – Utilize um ferro de solda para que o furo fique bem redondinho e liso.

2 – Cuidado para que o diâmetro do furo fique um pouco menor que o da mangueira. O que fiz ficou com 8 mm e a mangueira tem 9 mm.

3 – Deixe a vedação de borracha da tampa.

4 – Dobre a mangueira ao meio para inserir no furo.

5 – Vire de cabeça pra baixo e teste. Com a válvula da mangueira fechada, aperte a garrafa e veja se há vazamento. Na minha não pingou nenhuma gotinha. Caso seja necessário, faça outra tampinha até que o furo fique na medida certa. Não é necessário vedar o encaixe, mas pode-se tentar com cola de silicone ou fita veda rosca.

Deixe um comentário