O Clube dos Amigos da Bike pedala em praia da Ilha Comprida

Roteiros de bicicleta conquistam seguidores

SÃO PAULO – Bicicleta, bike, magrela… Não importa como é chamada. O fato é que ela caiu nas graças dos brasileiros, que estão lançando cada vez mais roteiros para os interessados em pedalar Brasil afora para conhecer os encantos do país. Segundo a Associação Brasileira de Veículos Ciclomotores (Abraciclo), a frota nacional de bikes é 45 milhões. Somando-se os fabricantes independentes, esse número pode chegar a 70 milhões de magrelas em circulação.

Cicloviagem pelo Caminho da Fé, no interior de são paulo Na cidade de São Paulo, a novidade é que agora o turista pode levar a bicicleta nos trens e no metrô . Assim, ele pode conhecer parques, museus e cidades como Paranapiacaba, Jundiaí, Mogi das Cruzes e Mauá a partir de R$ 2,10.

Rotas mais longas também são procuradas como o “Circuito do Vale Europeu”, em Santa Catarina. Foi inaugurado em novembro de 2006. O roteiro, criado por Garcia e Rodrigo Telles (diretores do Clube do Cicloturismo) tem 300 quilômetros e passa por dez cidades.

Nas praias do nordeste: pedaladas sob o sol, contornando o horario da maré Há ainda os que partem em aventuras por iniciativa própria, como no caso do jornalista Cláudio Souza, que recentemente cruzou três estados do Nordeste, de Recife a Natal, completando 370 quilômetros de pedaladas. Ou ainda, o peruano Marco Antonio Añazgo, que viaja pela América Latina sobre duas rodas . Outro roteiro que pode ser feito de bicicleta no interior de São Paulo percorrendo as cidades do chamado caminho da fé.

Deixe um comentário