Secretaria do Ambiente notifica moradores próximos a parques municipais do Rio

Rio de Janeiro – A Coordenadoria Integra

Rio de Janeiro – A Coordenadoria Integrada de Combate aos Crimes Ambientais (Cicca), da Secretaria de Ambiente do Estado do Rio de Janeiro, notificou hoje (21) os moradores das áreas próximas aos parques municipais naturais Fonte da Saudade e José Guilherme Merquior. Eles assinaram um documento se comprometendo a não expandir suas casas para as áreas de proteção ambiental.

A ação foi desencadeada por uma blitz ecológica na parte alta da favela que dá para o Morro dos Cabritos, no bairro da Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul do Rio.

O secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, disse que a blitz teve como objetivo frear as invasões.

Agentes do Batalhão Florestal, da Delegacia de Proteção do Meio Ambiente (DPMA), do Instituto Estadual de Florestas (IEF) e da Superintendência Estadual de Rios e Lagoas (Serla) vistoriaram as casas e fixaram placas delimitando a área de proteção ambiental da Mata Atlântica.

Segundo Carlos Minc, a operação serviu para mostrar que a autoridade do Estado está presente na comunidade.

"Hoje nós embargamos obras e notificamos os moradores para que eles se comprometam a não expandir as construções nas áreas de floresta, podendo ser indiciados por crime ambiental se não respeitarem a lei", disse.

Das cinco casas notificadas, uma estava sendo utilizada por traficantes como casamata, e deve ser destruída dentro de uma semana, e outra teve sua obra embargada pelo IEF.

De acordo com o secretário, assim que houver lugar para reassentar as famílias, as casas vão ser demolidas.

 

Deixe um comentário

Montanhismo e Aventura.