Arquivo da tag: trilha

Petró – Terê Selvagem

Chuva e relâmpagos logo acima de nossas cabeças. À medida que subíamos, parecia que entraríamos na tempestade elétrica. A sensação era de estar caminhando para o meio de um tiroteio rezando pra não ser alvo de uma bala perdida. A possibilidade de voltar frequentemente era analisada. A idéia de não precisar resgatar o carro depois de cansados seduzia. Enquanto seguíamos setas e totens que levavam a um caminho que não existia, os trovões e relâmpagos ficaram mais frequentes e violentos. O pessoal insistia em voltar ou nos deslocarmos mais para sul, pro lado dos Portais do Hércules, já que a maioria dos relâmpagos, raios e trovões agora caiam pro norte. Esse também era meu argumento para continuarmos a andar. Eram cinco da tarde e ainda dava tempo de pelo menos achar a trilha. 

Continue lendo Petró – Terê Selvagem

Dilúvio na Pedra do Frade

Pedra do Frade

Conforme a chuva ia aumentando a canaleta em volta da barraca já não dava mais conta e para piorar ainda mais, o lugar onde estávamos era fechado e não havia lugar para a água escorrer. Não ia demorar muito e todo aquele lugar iria virar uma piscina. A barraca do Rogério, que estava na parte mais baixa foi a primeira a se encher de água.

Continue lendo Dilúvio na Pedra do Frade

Pico do Papagaio 2004

Estou na barca Lagoa, no percurso Mangaratiba – Ilha Grande. São 08:00 h de uma manhã de domingo ensolarada. Fico a contemplar as pessoas, o mar, as aves, o balanço gostoso que me faz retornar à cadeira de balanço de papai… Limpo a mente de todos os problemas e mentalizo minhas energias para aquela montanha que cresce em minha frente com uma postura arrogante como quem diz: “poucos conseguem chegar ao meu cume, poucos se atrevem a pisar meu corpo, poucos se atrevem a fincar estacas em meu rosto, mas para aqueles que persistem, que não desistem na primeira adversidade, guardo uma pequena jóia: a visão do paraíso. Uma imagem que marcará sua alma tal como um ferro em brasa na sua carne.” Continue lendo Pico do Papagaio 2004

Serra Fina – A Super Travessia

O cansaço já abatia os ânimos, quando chegamos na base do Alto dos Ivos, já eram cinco horas da tarde e iam fazer dez horas desde que começamos a andar. Luizão e Rafael estavam um pouco mais atrás e acho que passou pela cabeça de alguém acampar ali, já que havia um pequeno descampado, mas eu continuei subindo e Billy me seguiu por um caminho que se assemelhava muito à subida do Pico dos Três Estados, íngreme como uma parede e escorregadio como um sabão.

Continue lendo Serra Fina – A Super Travessia

Ilha Grande, muito grande

Essa viagem já tinha sido marcada desde o início do ano pelo meu professor de Biologia, o Douglas, mas foi difícil confirmar. A maioria queria ir pra Itatiaia, mas devido a alguns problemas só sobrou Ilha Grande como opção, isso faltando dois dias pra viagem, que foi decidida na comemoração do aniversário da Tainá.

A expectativa era de que fosse um grupo grande com o Douglas. Ao chegar na rodoviária encontramos meu professor com mais sete e viríamos a encontrar mais umas vinte pessoas em Mangaratiba. Mas no fim, apenas quinze pessoas iriam fazer o percurso, sete do nosso grupo e mais oito do meu professor.

Continue lendo Ilha Grande, muito grande

Descobrindo o Cocanha

Encontramos três pessoas no cume do Cocanha, e como havíamos visto no mapa que havia um lugar chamado Platô do Céu, resolvemos conferir. Nem subimos o cume do Cocanha e continuamos andando até uma trilha que descia vertiginosamente, sempre com vista para a Pedra da Gávea. Como já eram 17:10, e queríamos ver o pôr do sol, resolvemos deixar para o dia seguinte a ida ao Platô do Céu.

Continue lendo Descobrindo o Cocanha