(Foto: Edmar de Lima Carvalho/ICMBio)

Trilha que dá acesso à Cachoeira do Buracão, na Chapada, é interditada

Parque é fechado em Ibicoara. Principais focos das chamas em Ibicoara estão concentrados na região do Baixão, outras três trilhas estão interditadas.

A trilha que dá acesso à Cachoeira do Buracão, em Ibicoara, na Chapada Diamantina, foi interditada nesta quinta-feira (10), segundo a Associação dos Condutores de Visitantes de Ibicoara (ACVIB). O motivo são os focos de incêndio no município, concentrados na região do Baixão e que ainda persistem.

Apesar da interdição, a associação ressalta que o fogo está longe de atingir a cachoeira. Também por conta das chamas, o Parque Natural Municipal do Espalhado, onde está localizada a Cachoeira do Buracão, foi fechado temporariamente. A decisão foi publicada pela prefeitura na quarta-feira (9), no Diário Oficial do Município.

De acordo com a portaria nº 3, de dezembro de 2015, o fechamento do parque se deve à necessidade de colaboração de todos os condutores e guias do município que exercem suas atividades de condução de visitantes no Parque Natural Municipal do Espalhado nos incêndios que atingem Ibicoara. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo de Ibicoara ressaltou ainda que não há focos de incêndios no parque.

São cerca de 40 brigadistas, distribuídos entre três brigadas voluntárias, que realizam o combate ao fogo na região. Os brigadistas contam com o apoio também do Corpo de Bombeiros, de três aeronaves e dois helicópteros.

Outras três trilhas seguem interditadas na Chapada Diamantina por causa do incêndio que atinge também os municípios de Palmeiras, Lençóis e Ibicoara.

A trilha que dá acesso à Cachoeira da Fumaça, no Vale do Capão, município de Palmeiras, foi suspensa pela segunda vez neste mês de dezembro na última terça-feira (8), devido às altas temperaturas registradas no local. A medida foi tomada em parceria pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que administra o Parque Nacional da Chapada Diamantina, e pela Associação dos Condutores de Visitantes do Vale do Capão (ACV-VC).

Segundo informações da ACV-VC, o fogo continua no Vale do Capão, no município de Palmeiras, na região do Boqueirão e na Trilha 21. A ACV-VC conta ainda que as chamas estão se distanciando da região da trilha da Cachoeira da Fumaça. Já a trilha do 21, segundo o próprio ICMBio, é muito pouco usada, principalmente por ser uma trilha difícil de ser feita. “A preocupação agora é a o fogo descer para a nascente do Grota, que fica no bairro de Campos”, informou o brigadista da ACV-VC Pedro Meza.

RTEmagicC_chapada1012_01.jpg
Vegetação afetada por incêndio na região do Morro do Pai Inácio, localizado na Chapada Diamantina (Foto: Portal Chapada)

O combate na região do Vale do Capão é feito por 14 brigadistas, além de uma aeronave do Corpo de Bombeiros, que está responsável por transportar brigadistas, comida e água. Em Lençóis, o fogo está concentrado nas proximidades da Gruta do Lapão. Além disso, um outro foco está sendo monitorado nas proximidades do Morro do Camelo, na divisa entre os municípios de Palmeiras e Lençóis.

Conforme informações da Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia (Sema), na quarta-feira (9), mais 40 bombeiros militares chegaram à região da Chapada Diamantina, para ajudar no combate aos focos de incêndio. No total, são 60 bombeiros, oito peritos, brigadistas, quatro aviões e dois helicópteros.

As outras duas trilhas que permanecem fechadas estão localizadas em Ibicoara. As trilhas que dão acesso às cachoeiras da Fumacinha e Véu de Noiva foram interditadas no início da tarde de terça-feira (8). A associação informou que, que apesar da interdição dessas duas trilhas, o fogo não atingiu as cachoeiras.

Deixe um comentário